Publicado em Notícias

Dia de Cão! Digo:Chão – de barro!

Para o quê servem estas mountain bikes? para andar na lama, certo? Então vamos ver como elas se comportam, aliás, como se comporta também a amazona que doma esta potranca de alumínio e ferro.

Primeiro trocar os pneus de slick para o tipo biscoito. Nas mãos do mestre Paulinho ela ganhou o tipo Kenda de cravos, bem largo 2.2.

Pedal para reconhecimento a trilha de Niterói, caminho para Maricá. Começou com o encontro da turma indo para a Bicicletada dos Fortes.

Chegando a Pendotiba, Vila Progresso -a entrada desta Vila é um corredor de Fiqueiras, deslumbrante. Custo acreditar que há lugares tão bonitos no meio deste caos que está a nossa cidade. Confira.

Após passar por Sta Izabel, chegamos ao bairro de Rio D´ouro e de lá fomos ainda por estrada de muita terra e lama , nos aventurar por uma trilha. Motoqueiros abrem o gás pelas valas cortadas no barro morro acima. Após quase três horas de pedal, com apenas meio abacate no estômago, lama e empurradas na subida, uma destas esquivas para facilitar a passagem dos motoqueiros fui agraciada pelos anjos ao olhar para o mato e me deparar com um abacate inteiro. Isto mesmo! Um fruto ali, me esperando para ser comido e então repor o potássio e as outras tantas calorias necessárias para continuar. Metade do saboroso verdinho estava meio pretinho e foi descartada, mas a outra estava uma delícia, sem pudor, comi o abacate e a sobra dei para um solitário cavalo.

Denise – a “cascuda das distâncias”, como fora batizada- aproveita o terreno para o teste drive do novo amortecedor. Para a felicidade do seu ombro.

Ninguém merece perder o controle da bike a 49km/h. Perdi a concentração e me animei na decida, pouco antes de avistar a curva que não consegui fazer, não consegui diminuir a velocidade e patinei na poça de lama. A imagem da foto deve estar borrada, pois a máquina fotográfica ficou encoberta pela substância laranja, que como a leitora pode ver, também cobriu todo o meu lado direito.

O resultado: Foram 6 horas de pedal, cerca de 95Km percorridos a uma velocidae média de 14.9.

A volta para fechar com chave de ouro o pneu trazeiro estourou. Com o pneu e a câmara rasgada que, ingenuamente eu e Denise, tentamos substituir, sem chance para calibrar. Ficamos esperando o resgate solicitado à sua filhota Alice que largou seus trabalhos de faculdade para me levar para casa com a bike desmontada no carro. Valeu, Alice! Valeu Denise.

Olha a miha pose de fim de festa no posto da Praça da Bandeira! Mais parecia uma boneca de trapo! Mas tudo isto faz parte. Quem disse que seria fácil?

É isto!

Autor:

Carioca, Jornalista. MTB 25668/RJ - A idéia: "Um sistema eficaz de transporte contribui não somente à função econômica da cidade mas beneficia também a qualidade total de condições de vida de seus cidadãos."

5 comentários em “Dia de Cão! Digo:Chão – de barro!

  1. Poisé Sylvia…

    Sou irmão da Denise.
    Posso imaginar toda a sua narração sobre esse passeio.
    Ao ler o seu relato sobre a animação na descida que fez você cair na poça de lama, fez com que eu visualisasse a cena.
    Quanto ao seu pneu, provavelmente a sapata do freio da BIKE foi a causadora do estouro do seu pneu. Ela deve ter saído do alinhamento na queda provavelmente por algum esbarrão na queda.
    Ainda bém que você não se machucou seiamente e o seu pneu estourou “aqui” perto de casa.
    Qualquer dia desses estaremos pedalano juntos.
    Um grande abraço… Octavio

  2. Olha dica do nosso Guru William:

    “”Quanto ao reparo pra chegar em casa era só arrumar uma garrafa PET que é facil, já que a cidade esta emporcalhada com elas, corta ou rasgar um pedaço e por por dentro do pneu.””

  3. Tu é guerreira, menina, é isso aí, esse é o espírito, esses dias, durante um passeio que fiz, com muita chuva e muita lama, fiquei sem freios por causa do atrito borracha-lama-aro, se não fosse um jogo de chave allen ia ficar ruim, por isso é bom sempre levar essas chaves!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s